ANIME PRÓ»»NOTICIAS»»MAIO/2004


ÚLTIMO SEGUNDO

»» Você não pode perder Nosferatus
»» Por: Roberto Guedes - 31/05/2004

   O mais novo volume da coleção Opera Brasil chama-se Nosferatus, de autoria do premiado quadrinhísta Artur Garcia. Trata-se de uma história que mistura elementos de horror, ficção científica e aventura, num ritmo ágil em estilo mangá...

Sobre a obra...
   Ao ler Nosferatus, você irá, de imediato, identificar vários elementos de filmes e quadrinhos consagrados, casos de Blade Runner e do “Quarto Mundo de Kirby”. Afinal, a trama trafega pelas temáticas da manipulação do DNA humano e da rebeldia das criaturas contra seus criadores. Mas nem por isso Nosferatus cai no lugar comum. O autor sabe conduzir tudo com muita competência, conferindo espontaneidade e senso de humor aos personagens. As influências acima citadas, servem de “bússola” a Garcia, mas o artista sabe a hora de guinar, sair da rota, procurar um grande e original final para a história.
   Os personagens principais formam um casal de detetives, Silver Stone e Clay Fisherman. A moça é audaciosa e determinada, além de possuir belas pernas. Já Clay, é inseguro e bobão, mas garante a simbiose necessária entre os dois. Silver e Clay acabam se metendo numa conspiração de assassinatos patrocinada por uma divisão obscura do governo. Um cientista – pra lá de matusquela – cria terríveis assassinos alterados geneticamente, semelhantes a monstros do cinema clássico, como Drácula, a Múmia, o Monstro de Frankenstein e Lobisomem. Mas, muito mais que a aparência, tais assassinos possuem também, as características dos seres em que foram inspirados.
   Garcia contou com a colaboração do arte-finalista Silvio Spotti, e da aplicação de tons de cinza, feita por Vanderfel. O letreiramento foi feito por Neuza Gonçalves.

Sobre o autor...
   Artur Garcia da Rosa, nasceu em 13 de agosto de 1963, e começou sua carreira no meio em 1981, com apenas 18 anos, ao desenhar quadrinhos eróticos para a Grafipar. Em seguida, produziu o Zorro (capa e espada) para a EBAL. Formou-se em Educação Artística, e em 1985, desenhou o gibi dos Trapalhões para a Bloch Editores. Chegou a morar em Portugal, onde conquistou o prêmio Mosquito de 1990, como melhor desenhista daquelas bandas.
   Voltaria ao Brasil em 1991, produzindo os quadrinhos de Jaspion, para a Editora Abril. Prolífero e polivalente, “desmembrou-se” em vários projetos e editoras, como a série Piratininga, da revista Porrada Special, da Editora Vidente e de Os Novatos, da revista Nova Escola. Em 1993, produziu material para o jornal belga Gazette Van Machellem, através da agência Commu International.
   Dedicou-se ao mercado publicitário, realizando um cem número de trabalhos, mas nunca afastou-se dos quadrinhos. Inclusive, foi premiado dois anos consecutivos – 1994 e 1995 – com o troféu Angelo Agostini.


Saiba Mais!
Coleção Opera Brasil nº 17
Nosferatus
Autor: Artur Garcia
Formato: 21 x 28 cm - 52 páginas

   

[ topo ]

  << - >> Mais sobre o live de Sailor Moon!